Review: Sessão de Esclarecimento – Candidatura a mestrados

Foi promovida pelo Departamento de Química no dia 16 de março uma sessão de esclarecimento aos alunos de Química, Bioquímica e Biotecnologia, dos mestrados existentes no DQ para estas áreas científicas. A atividade foi conduzida pelos docentes responsáveis pelos mestrados disponíveis, tendo tido ainda a intervenção do diretor Tito Trindade.

Ficam de seguida as principais alterações/notas a ter em conta para a próxima candidatura a mestrados (ano letivo de 2016/2017):

  • Todos os alunos terão de se candidatar, por concurso local (a candidatura é feita para a Universidade escolhida), segundo os editais definidos pela mesma;
  • Estão sujeitos a este concurso todos os alunos a nível nacional que desejem prosseguir os seus estudos para o 2º ciclo;
  • Estas alterações implicam que todos os alunos a nível nacional possam candidatar-se a mestrados da Universidade de Aveiro, pelos mesmos meios que um aluno que tenha concluído a Licenciatura na UA;
  • A candidatura será feita, no caso da UA, através de uma plataforma no PACO (ainda em desenvolvimento);
  • O número de opções na candidatura será de 6 (à semelhança da candidatura de acesso ao ensino superior) em Aveiro;
  • O aluno concorrente deverá ter a Licenciatura concluída (implica ter obtido aprovação a todas as Unidades Curriculares);
  • A candidatura poderá ter um custo associado (possivelmente de 20€);
  • Os resultados do processo deverão ser anunciados em setembro.

No caso da UA, os prazos de candidatura atualmente definidos são:

  • 1ª Fase: 18 a 29 de abril;
  • 2ª Fase: 18 de julho a 12 de agosto;
  • 3ª Fase: 26 a 30 de setembro.

No caso do Departamento de Química, as candidaturas para os seus mestrados só terão abertura na altura da 2ª Fase de Candidaturas.

Os critérios de seriação contarão com:

  • Percurso académico (nota de licenciatura);
  • Percurso científico (artigos publicados, posters, comunicações);
  • Percurso profissional.

Poderão ainda ter sido em conta eventuais Unidades Curriculares Extraordinárias concluídas (número máximo de 72 ECTS).

De seguida estarão descriminados os Mestrados do Departamento de Química da Universidade de Aveiro, bem como alguns aspetos gerais que devem ter sidos em conta na decisão do percurso a seguir:

INDICAÇÕES GERAISlogo DQUA

  • Os cursos do DQ estabelecem uma interface com Nanotecnologias e Ciências do Mar;
  • Os seus Mestrados são acreditados pela A3ES, apoiados em investigação reconhecida internacionalmente, garantindo uma formação exigente e de qualidade na área da vossa licenciatura ou afins;
  • Após a conclusão do 2º ciclo, é possível seguir um Doutoramento (podendo estar ligado com o Mestrado) ou usufruir de contactos empresariais obtidos;
  • Existência de várias área de especialidade dentro do mesmo departamento, com a facilidade em partilhar experiências, conhecimento e efetuar sinergias;
  • O segundo ano do 2º ciclo (60 ECTS) pode ser decorrido em ambiente de investigação ou em estágio;
  • A especialização numa área não impede a realização da dissertação numa especialidade diferente.

MESTRADO EM QUÍMICA

0001

  • Abre na 1ª Fase de Candidaturas;
  • Sem especialidades;
  • Conta com especialistas de cada área da UC a lecionar a mesma;
  • Será lecionado em inglês;
  • 15 vagas para a 1ª fase, mais direccionadas para alunos estrangeiros;
  • Saídas na área do Controlo de Qualidade (boa taxa de empregabilidade), Investigação e Desenvolvimento e Produção e Comercialização de produtos e materiais avançados nas áreas de Química Inorgânica, Química Orgânica, Química de Materiais, Química de Produtos Naturais e Química de Recursos Renováveis e Bio-Refinarias.

 

MESTRADO EM BIOQUÍMICA

tRNA BQ

 

MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA

Biotecnologia Logo black

  • Contará com 45 vagas (no total);
  • Único com 2 bolsas do IRC na área da Biotecnologia;
  • Existe um novo Professor Catedrático na área da Biotecnologia;
  • Tem sido feito um esforço para que o 2º ano do curso seja realizado em ambiente de estágio;
  • Visa então formar os alunos para trabalho em empresas e não tanto para continuação de estudos em 3º ciclo;
  • Deverão existir ofertas de estágios suficientes, atualmente, para todos os alunos.